quarta-feira, agosto 10, 2005

Penso nos girassóis.....

Nossos olhos são seletivos, nós "focalizamos" o que queremos ver .

Já notou isso?

Se você quebra o braço, vê mais pessoas na rua com braços quebrados. Ou teriam pessoas quebrado mais, os braços justamente quando aconteceu com você?

Claro que não!

Isso faz parte da nossa seleção particular.

Sobre o olhar eu escolho :
Focalizar o lado melhor, mais bonito, mais vibrante das coisas, assim como um girassol escolhe sempre estar virado para o sol!
A minha atitude e uma antena que tenta, ao máximo possível, pegar o lado bom da vida.
Na natureza, nós temos uma antena que é assim: o girassol. O girassol se volta para onde o sol estiver. Mesmo que o sol esteja escondido atrás de uma nuvem.
Aprendi a realçar o que de bom recebemos. Aprender a ampliar pequenos gestos positivos e transformá-los em grandes acontecimentos.
Todos os dias treino para ser girassol, que busca o sol, a vitalidade, a força, a beleza.

Anos atrás em um hospital, cansada pela rotina do dia-a-dia percebi que teria que ser assim.

Ela não iria parar com seus planos suicidas.
Alguns acham que faz por mal, eu por vezes achei também.
Não se tratava disso. Ninguém nasce com esquizofrenia porque quer.
Sua depressão tirou a luz da minha infância, rapidamente tive que crescer e entender que não teria uma mãe normal.

Apos tantas tentativas falhas para o suicídio, hoje me vejo novamente em uma situação tão parecida de anos atrás. Ameaças, mas nada concreto.
O medo sombrio continua constantemente instalado aqui dentro.

Nem por isso desisto, ou deixo que esse medinho me paralise.

Assuntos pesados para amenizar o dia.
por isso me preparo para a vida!

Ai como um exercício eu tento olhar e acreditar que tudo vai dar certo.

Assim aprecio:
O amor que alguém que mesmo de longe chega ao meu coração; Sorriso luminoso de alegria de uma criança correndo na rua; um colo reconfortante, reanimador;
Se a angustia volta?

Penso nos girassóis.
Fecho os olhos, penso nas bolinhas de sabão e em todas outras coisas boas que ha no mundo.
Retenho toda essa energia aqui dentro.Um dia teremos lindas filhas e junto com meu amor, todas nos plantaremos girassóis no jardim de casa.

10 comentários:

Anônimo disse...

Felicitaty...amei o nick...ele fala de alguém que busca felicidade mesmo. Assim como eu, treinando ser águia, ou como vc, exercitando seu olhar girassol. Puxa amiga...posso chamar vc de amiga? Mas, me senti muito, muito perto de vc lendo o seu texto...suas palavras transmitem muito sentimento, e na verdade, que ousadia vc tem pra arrancar suas máscaras e falar de problemas antigos...
Amei seus textos e amei sua visita ao meu blogg... espero que possamos nos falar sempre e trocar nossos sonhos e nossas verdades sempre.
Bj no seu coração. Verônica.
www.verossi1000.blogger.com.br

Flávia disse...

Felicitaty, vim agradecer sua visita. Ao ler seu post, fiquei com o coração na mão. Sim, minha querida, você ainda cultivará muitos girassóis, apesar de todo o sofrimento. A vida é cíclica, tudo passa... se não fosse assim, não suportaríamos. Um grande beijo.
Flávia

Rubens disse...

Bom menina, venho aqui de vez em quando. Antes, as postagens me eram não identificáveis, passava e nada me queriam dizer. Ultimamente não, não sei o que dizer, fico meio torcendo, meio acompanhando de longe, às vezes preocupado, às vezes alegre, às vezes entendendo errado e trocando bolas. Do maior contato que tenho com quem gostaria de ter mais, da torcida de quem mal conheço e gostaria de conhecer mais, mas é isso mesmo. Com relação à sua mãe, espero que corra tudo bem. Beijos

Maricota disse...

Anjo,
Não só girassois, como lírios, amor-perfeito, gérberas e todas as flores para embelezar ainda mais a vida.
É simples...basta fechar os olhos, não é mesmo?!
"Clarice, me escreva! Me escreva uma carta de 7 páginas, Clarice!"
;)

Anônimo disse...

Sabe que, só enxergamos, ou melhor, só focalizamos as coisas quando algo semelhante nos acontece.

Se meu braço está "normal" eu não terei a presença de espírito de observar quem está em situação "diferente". MAs quando acontece conosco, ligamos as antenas.

Isso vale pras coisas ruins e pras boas tbm.
Obrigada pela visita
beijos pra vc! Até a próxima.

Alice
http://www.palavrasqueoventonaoleva.weblogger.com.br

Carolina disse...

Tati, Tati, sem saber o que dizer... as palavras não dão conta de falar quando um abraço é que diria tudo... mais uma vez, me identifico com vc, nem tanto pelos girassóis e pelas bolinhas de sabão, mas por sua mãe num sofrimento que por vezes não entendemos... difícil ver aquela que nos deu a vida sofrendo e nos deixando sem chão, sem forças, sei lá, nos deixando... passei por momentos difíceis com minha mãe também...
Mas gosto de ver sua determinação, seu olhar maravilhoso para o que é lindo, mesmo que nas mais mínimas coisas... me inspiram suas palavras!

Felicitaty disse...

Flavinha,
Tenho certeza que terei um jardim cheio deles. Obrigado pela visitinha tão afável. Gostei!

Rubens!
Uau! Fiquei surpresa com a sua visita, e pelo comentário. Obrigada!

Amor, lírios? Amor perfeito? Gérberas? Acho que nosso jardim será lindo então ne?

Alice,
Obrigada pelo comentário, por suas palavras. Agradeço a visitinha.
Carol,
As vezes as palavras falham não é? Obrigada pelo comentário. Sua visita é sempre comemorada aqui. Gosto das suas palavras ...

Felicitaty disse...

Verônica, pode sim me chamar de amiga. Sobre a coragem em relação as mascaras, um dia a gente cansa de ser assim superficial. E preciso ir alem tocar a pele. Sabe? Gostei da sua presença aqui.

Lílian Calixto disse...

agradecendo seu comentário lá no meu cantinho e voltando pra ler mais um textinho prazeroso seu.

e quando se acha que está grávida... vemos bilhões de mulheres barrigudas.... é a vida...

Anônimo disse...

Oi amiga... voltei... tava querendo ler algo novo, mas, não achei... viciei, posso? se quiser voltar lá em "casa" tenho café novo e quentinho pra oferecer e sobre o texto ser do frei Boff, realmente eu não sei... sei que ele tem um livro que fala de águia e galinhas... pode ser... bjão.